INDIVIDUALIDADE E INDIVIDUALISMO




Ouça esse artigo enquanto lê  

clique aqui para baixar em mp3.

Porfirio J. Neves

Este assunto é de extrema sutileza e, com certeza, algo pode deixar a desejar no tocante a certas definições ou conceitos que temos da vida humana. As palavras estão sempre ligadas a conceitos anteriores; se os aprendemos errados ou de diferentes formas, torna-se difícil compreender os novos conceitos da vida.

Individualidade e individualismo é um bom exemplo disto. Tentarei me expressar no sentido de fazer as pessoas perceberem os três níveis de percepção da nossa existência. Afinal, o que significa existir? Para entender a Natureza podemos assumir três níveis de percepção: dos corpos, do mundo e da vida. Este é um bom motivo para afirmar que a Natureza é tridimensional.

Três dimensões de análise da Natureza: os corpos, o mundo e a vida. De forma semelhante, você! Você é a Natureza, a Natureza é você! A percepção de “você” também é tridimensional, semelhante à Natureza que nos fez. Cada indivíduo tem sua própria noção de existir independente dos outros.

Cada pessoa se sente ser uma única entre tantas outras, que participa de um todo. E cada ser é uma ambigüidade: ser ou não ser! Está aí “você”, perdido nessa imensidão do espaço e do tempo. Quem é você? Cadê você? Onde está você? O indivíduo, a pessoa e o ser = Você. Podemos correlacionar com o corpo, o mundo e a vida = Natureza.

Você é a Natureza! Começando por cima: Ser ou não ser! Como dizia o escritor filósofo Shakespears em sua dramaturgia: -“ser ou não ser, eis a questão”! Esta foi uma das perguntas que fez o mundo se mover dentro da fase de desenvolvimento do pensamento, através dos tempos, até chegarmos à definição Racional do ser puro limpo e perfeito e do ser deformado, pelo encontro com a Individualidade que estava perdida. O “ser” é de origem eterna e o “não ser” é transitório. Dois em um só! Eis a resposta! Da mesma forma que o ser tem sua ambigüidade, a vida também tem esta ambigüidade.

A vida e o ser - o ser puro, limpo e perfeito e o ser deformado. A vida pura, limpa e perfeita e a vida deformada. O conceito de vida deformada quer dizer simplesmente que o verdadeiro ser, puro limpo e perfeito, está deformado dentro do calor, constituindo esta deformação de dois em um que dá origem ao ser material que é o “não ser”.

Este conceito que evoca o supremo entendimento da vida e do ser é abordado com muita simplicidade no livro Universo em Desencanto, já que até aqui ninguém poderia se expressar desta forma sem correr o risco das incertezas, ou dos “achismos” espiritualistas. Portanto, estamos sempre esclarecendo que estes conceitos são perfeitamente inteligíveis com algumas páginas lidas no primeiro volume e, de preferência, uma leitura sem preconceitos. O conteúdo espiritualista que aprendemos teve, como primordial finalidade, o sentido da preparação e da lapidação até surgir em si mesmo toda a convicção Racional, que é a Imunização Racional.

Então está aí: a vida e o ser, vistos pelo prisma das incertezas e vistos pelo prisma da Cultura Racional. Um prepara, outro define. Lembrando, Você é a Natureza: “você” é o indivíduo, a pessoa e o ser; a Natureza é o corpo, o mundo e a vida.

O mundo e a pessoa traduzem em si uma multiplicidade de aspectos de ligação: o mundo liga a vida ao corpo e rege no corpo a manifestação da vida; a pessoa liga a existência do ser ao indivíduo. O mundo é o meio ambiente que interfere na formação de todos e ao mesmo tempo todos passam a compor o mundo. De forma análoga, a pessoa ou personalidade é a múltipla manifestação de um indivíduo com relação ao seu ser e onde o seu ser se manifesta para modificar o indivíduo.

Assim como podemos analisar o mundo por uma infinidade de aspectos, da mesma forma as personalidades têm uma infinidade de aspectos a serem considerados, dentro da deformação. Vejam que o “não ser” é onde se manifestam todas estas multiplicidades de aspectos tanto do mundo como das pessoas, o que constitui a vida deformada. Logo, devemos entender como de fato é real, existe uma única personalidade dentro do universo Racional, pura, limpa e perfeita – uma única personalidade, a personalidade Racional.

Era justamente a que não conhecíamos. Alerto aqui, neste ponto de análise, para o termo individualidade, usado no livro Universo em Desencanto, como sendo a individualidade que estava perdida. É esta personalidade que estamos tratando de adquirir com o estudo da Cultura Racional. É a individualidade referente ao verdadeiro ser que existe antes da deformação, que existe antes da multiplicação dos seres feita pela Natureza deformada.

Assim, definimos o individualismo como magnetismo próprio do indivíduo ou do corpo provisório que representa a individualidade do “não ser”, após a deformação pelas transformações e multiplicações dos seres.

O indivíduo é a partícula de menor expressão. Entretanto, o ego é que interpreta, analisa e compõe as idéias que são manifestas como uma personalidade íntima, onde trabalham os egoísmos que tornam a pessoa arrogante e pretensiosa ou simples e humilde. É neste indivíduo que se manifesta a pessoa e o ser deformado com um terno de consciência em três níveis: consciente, inconsciente e subconsciente.

A pessoa é a manifestação visível e que se pode sentir desse indivíduo, é a tal da personalidade pessoal e o indivíduo é a tal da personalidade íntima. O Racional Superior nos confirma esta análise com o trecho a seguir: (H-007 p-19) “Se deformaram em dois. E, por isso, todos possuem duas personalidades, porque se deformaram em dois. A personalidade pessoal é uma coisa, é uma e a íntima é outra.

Duas personalidades, a íntima e a pessoal. Ficaram assim divididos por ficarem deformados do que eram. Eram uma coisa só: Racional puro limpo e perfeito porque Racional é um ser só". Maravilha de entendimento nos traz este trecho sobre a nossa existência: personalidade íntima que chamamos de ego, que é a fonte do egoísmo e a personalidade pessoal que é a personalidade das aparências, das vestes com que o corpo se manifesta no mundo e na vida, formando o ser encantado que é o “não ser”.

E o verdadeiro ser é aquele que estava desconhecido de si mesmo por estar encantado, é a origem do indivíduo e da pessoa e é quem rege para a formação destas personalidades que são a pessoa e é quem rege para a sobrevivência do egoísmo, do indivíduo ou espécie, dentro da deformação material. Agora, relembremos a frase inicial que apresenta a Cultura Racional em 1935. “Quem és tu que a ilusão é tanta, incapaz de definir o teu Eu”. E na continuação: “Quem conhece o seu eu, basta o nome para repugnar-se”.

O “tu” representa a pessoa ou o mundo. O “eu” que não podia ser definido na fase espiritual representa a individualidade que estava perdida ou a vida verdadeira. E o eu que conhecíamos e que nos causava repugna representa o indivíduo ou o íntimo do corpo de matéria. Como então a Cultura Racional pode transformar esta deformação pessoal de dois em um “não ser” para retornar a ser o verdadeiro ser? Muito simples, pela instrução cultural do Conhecimento natural da Vida! (R-17 p-65) “O necessário é aquilo que é preciso para manter a vida.

O que excede do necessário, passou dos limites e passando dos limites, aí pena que faz pena. E se acaba antes do tempo, vítima do desnecessário. Quem vive dentro do íntimo com o necessário, vive com amor e vive em paz. Quem sai fora do necessário, sai fora do limite da vida e saindo fora do limite da vida adquire o inferno”. (R-21 p-68) "A Fase Racional é uma Energia só. Não há dois em um só, é tudo um só por tudo ser Racional.

Então, não balança para lá nem balança para cá. O Animal Racional é que vive na balança. Então, Racional não há duas personalidades, é uma personalidade só. E o bicho racional são duas personalidades. Ora a magnética por dentro e a elétrica por fora; ora a elétrica por dentro e a magnética por fora".

Portanto, não confunda individualidade que está no Mundo Racional com individualismo dual que está no corpo material, no mundo e na vida deformada. Leia o Universo em Desencanto.

Topo Menu
Envie esta página a um amigo!
contador de acessos grátis




               Início    |    Artigos    |     Vídeos    |     Palestras    |     Downloads    |    Links    |     Esclarecimentos    |     Localize assuntos

SS Propaganda© 2010 sspromo2000@yahoo.com.br